25 de setembro de 2010

De volta aonde tudo começou...

Lembram-se daquele post onde eu contava como o patchwork começou a fazer parte da minha vida? Pois é, ontem foi o dia de revivê-lo. Depois de quase 2 anos, voltei à casa da minha tia para mais um encontro MAIS DO QUE ESPECIAL. Além da companhia maravilhosa dos meus tios e primos e das comidinhas da minha tia dignas dos melhores gourmets do ramo (Ela sempre acerta em cheio na escolha do menu!), passamos hoooooooooooooooooooooras só tricotando sobre a arte de quiltar, lógico. Minha tia continua uma MESTRE no assunto! Com o tempo, aquilo que já era de impressionar aos olhos e parecia não ter mais para onde evoluir de tão lindo que se apresentava, ficou melhor ainda. Seu trabalho é mesmo de babar, de tirar o chapéu, de ficar mesmo sem palavras para definir sua beleza. E detalhe: TUDINHO FEITO À MÃO, desde a junção dos patchs até o acabamento final. Hahahahahahahahaha... acho até graça quando ela, ao ver meus trabalhos, me pergunta "Nossa, Mariana, você fez tudo à máquina? Como você consegue?". Hahahahahahahahaha... Ela faz O MAIS difícil e ainda não se deu conta disso. Humildade típica de grandes artistas. Sim, somente os melhores! Se quiserem conferir, entrem no blog  "As Arteiras".
Foi uma noite ótima!!! Tanto que já até marcamos um repeteco, só que, dessa vez, para um almoço. Assim, não precisamos ficar atentos ao relógio, neuróticos com a hora da partida, tudo por medo da vulnerabilidade das ruas do Rio à noite. Quem é carioca sabe bem o que estou falando...
O encontro também rendeu deliciosas trocas de presentes. Para a minha tia, trouxe um lindo rolinho de tecidos da Moda Fabrics, comprado na minha loja de quilt preferida: a Sunflower. Eu AMO os tecidos da Moda, pois, além de serem de excelente qualidade, as estampas são maravilhosas e suas composições, perfeitas. Para minha prima, também madrinha do meu filhote, vejam o que eu fiz...




O modelo foi 100% pensado nela! Sabe aquele tipo de pessoa que já acorda L-I-N-D-A o suficiente para um ensaio fotográfico da revista Caras? Pois é, assim é a minha prima! Olho para a Fefê e tenho certeza ABSOLUTA de que, mesmo com uma dor de barriga que derruba qualquer leoa e que nem Buscopan resolve, ela NUNCA fica feia. Aliás, as vezes até me pergunto se ela já sentiu alguma dor de barriga na vida... (rsrsrs...) Claro, afinal dor de barriga é só para nós mortais. E a classe da indumentária? É de colocar qualquer Mariana Ximenes no bolso. Sim, a Fefê está SEMPRE impecável! Poderia até afirmar que não estranharia se soubesse que ela usa roupão da Ralph Lauren e pantufas da Victoria Secret apenas como um modelito básico do dia-a-dia. Ai.. ai... minha prima é CHIQUE DE DOER!!!! Quando eu crescer, quero ser igualzinha a ela!!! (Te amo, prima!!! Não é à toa que você é madrinha da minha coisa mais preciosa). Agora me digam... o presente não tem TUDO a ver?!
Nesse projeto, para elaboração das letras, lancei mão dos moldes da Carol Doak, do livro 300 Paper-Pieced Quilt Blocks e, para a aplicação da bolsinha, usei o molde da Kay Mackenzie, do livro Easy Appilqué Blocks: 50 Designs in 5 Sizes. Todos os livros estão postados na "Biblioteca da Mari".
Queria fazer algo para a minha tia também. Na verdade, já tinha até a idéia do que faria, mas me faltavam alguns componentes para a elaboração e, devido ao meu curto "prazo de entrega" (Vocês já conhecem bem a história.), sabia que não teria tempo suficiente para terminar o presente.  Como em novembro ela irá à Houston para irmos juntas ao Festival, o presente passa ser meu projeto de prioridade.
Para terminar, conto que eu também recebi presentes lindos: um senfim de tecidos nacionais, com estampas maravilhosas e composições de fazer qualquer olho brilhar. Uma das estampas, inclusive, faz alusão às famosas pedras do calçadão de Copacabana. Um linda forma de relembrar minha Cidade Maravilhosa, onde quer que eu esteja! Aproveito para registrar aqui a excelente qualidade dos tecidos nacionais. Confesso que tinha uma idéia bastante equivocada da nossa tecelagem e me alegra muuuuuuuuuuuito saber que também podemos contar com produtos de primeira linha. E viva o Patchwork!!!!
Bjs, pessoal, e até a próxima postagem!

4 comentários:

As Tavares disse...

Mari querida,
Não sei o que falar, não sei se mereço tantas coisa lindas que voce escreveu. Voce sabe, que voces são especiais para mim. Voce e Marcos são dois guerreiros pois formaram uma linda família longe de todos, num pais estranho com hábitos diferentes e voces estão se saindo super bem.
Fico feliz que com o quilting, voce conseguiu fazer novas amizades, aprimorar o seu inglês e ter um tempo um espaço só seu.
Voce é muito caprichosa, eu sabia que voce conseguiria, e para mim voce faz o mais difícil, que é fazer tudo à máquina.Um dia vou conseguir também.
Beijos mil e continue à criar as coisas lindas que voce faz.

Fernanda disse...

Eu to com vergonhaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!! Como assim!!!!!! que vergonha prima!!!!!!! Caraaaaa, eu amo muito você!!!!! fiquei muito feliz quando vc me chamou pra ser dinda do Dani e mais feliz ainda quando ele chegou aqui e me reconheceuuuuuuuuuuu!!!! Voce nao tem ideia!!!! muito boooooooooooom!!!!! eu que quero ser igual a você!!!! ja te falei em email os vaaaarios motivos!!!!!! Eu aaaaaaaaaaamei minha almofada peeeeeeeeeeerua!!!!! amei!!!! acertou em cheio!!!!!!
obrigada!!! obrigada!!! e obrigada!!!!!!
beijos!!!!

Mari disse...

Queridas Tia e Prima,

vcs merecem TODO o meu carinho PARA SEMPRE!!!
Muito obrigada por tuuuuuuuuuuuuuuudo!!!
Amo vcs,
Mari

Elaine disse...

eu só quero saber como faço para ter um igual!!!! tô in love e queria muito dar de presente para a dinda dos meus babyies, vc faz para vender????
parabéns pelo lindo trabalho, arrasou!