2 de fevereiro de 2011

Love is in the air!

Acho fascinante o fato de morar em outro país e poder vivenciar certas tradições que, como uma estrangeira, só eram conhecidas por mim através de livros e revistas. Mais uma vez, a vida me deu esta preciosa oportunidade...


Aqui nos EUA, uma celebração que muito me desperta a curiosidade, além do Thanksgiving e Halloween, é o Valentine`s Day. A impressão que tenho, nessa época, é que o país se torna vermelho e rosa, pois todas as lojas fervilham com tantos coraçõeszinhos, chocolatinhos, bichinhos, cartõeszinhos e outros "inhos" que fazem do dia 14 de fevereiro o mais apaixonante dos dias.

Há quem pense, contudo, que Valentine`s Day seria o mesmo que o nosso Dia dos Namorados. Pelo menos, é o que dizem nossos professores de inglês durante toda a nossa  vida. (Sim, porque estudar inglês é algo para sempre na vida de um brasileiro e, ainda assim, não é o bastante. rsrsrs...) Pois eu digo que não é!
No Brasil, dia dos namorados é uma celebração basicamente para uma única classe de pessoas: namorados e namoradas. Eu, em particular, nunca fui muito simpática a essa data não, apesar de poucas terem sido as vezes que passei por ela sem a companhia de um namorado. A razão da minha indiferença é que sempre achei TUDO muito angustiante nesse dia: restaurantes completamente lotados; atendimento péssimo; trânsito de tirar qualquer um do sério; ter a OBRIGAÇÃO de dar um SUPER presente, do contrário, você estaria quase que assinando o atestado nada romântico do "Eu não te amo mais"; ansiedade por ganhar a tão sonhada aliança de noivado e ter que disfarçar a decepção ao receber uma blusinha que, embora seja de marca, não é uma H.Stern; vida normal que segue no dia seguinte... enfim... a celebração da tortura, eu diria. 
E a pressão psicológica que se constrói para a data?! Putz, isso é o pior! Como se estar com alguém  naquele dia fosse sinônimo de felicidade ou estado de amor pleno, condenando aos desafortunados solteiros e solteiras quase que a cortarem seus pulsos por não terem a chance de ganhar sequer uma rosa de alguém especial. Ah, tenha dó!



Daí a minha simpatia pelo Valentine`s Day. Para quem não sabe, a data não é uma celebração exclusiva dos casais apaixonados, mas, sim, de toda e qualquer pessoa que, de alguma forma, é amada por outra, sejam elas namorados, namoradas, maridos, esposas, filhos, filhas, familiares, amigos, amigas, professores, professoras, enfim... todos aqueles que carinhosamente temos vontade de dizer e dizemos "Eu te amo" ao longo de nossas vidas.
No colégio do Dani, por exemplo, todos os anos, os pais são solicitados que seus filhos levem para escola, no Valentine`s Day, algo para presentear o amigo de classe. E não precisa ser nada caro não. Um simples cartão é considerado de grande valor nessa expressão de carinho pelo outro. Não é o máximo?!
Chego a conclusão, diante disso, que a melhor tradução para Valentine`s Day seria "A Celebração do Amor". Não é muito mais bonito e prazeroso?!

E é claro que a data não poderia passar em branco para mim e para o Por Debaixo dos Panos, afinal nosso amor pelo Patchwork é algo que merece ser celebrado com uma data especial.


 Coloquei a minha mufa para funcionar, as réguas e os cortadores para trabalharem e o resultado ficou do jeitinho que eu havia idealizado. Vejam no que deu...




Meu mais novo panot comemorativo! Exceto o risco usado na aplicação dos corações, retirado do livro Easy Applique Blocks de Kay Mackenzie, todo o resto foi criação minha.













É claro que o fato de estar constantemente antenada no que mostram as revistas e livros do ramo, exercício esse sempre muito estimulado pela minha Tia Fausta, facilita demais na hora de definir o estilo, formas e cores de um novo projeto. Para esse trabalho, em especial, fica como dica de fontes de inspiração as seguintes publicações: McCall`s Quilting january/february 2011 (revista); Happy Holiday Quilting - 1998 (livro) e Scrap Quilting Made Easy - 1997 (livro).
E para encerrar a sessão, a mais bonitinha e singela canção de amor que meus ouvidos já escutaram...

I love you
You love me
We are a happy family
With a great big hug
And a kiss from me to you
Won't you say you love me too?
I love you
You love me
We're best friends
Like friends should be
With a great big hug
And a kiss from me to you
Won't you say you love me too?
                                         (Barney and Friends)


Todas as vezes que o Dani escuta essa música, onde quer que estejamos, ele vem correndo me abraçar... É ou não é a tradução viva do que é o amor?!

Happy Valentine`s Day para vcê também!!!

Bjs e até a próxima postagem!

10 comentários:

Marlene disse...

Veja isto, eu não tinha idéia do verdadeiro significado da data, pois eu também aprendi que seria o nosso "Dia dos Namorados". E você tem toda razão quando fala da tortura a que as pessoas são submetidas neste dia.
Quanto ao panô, vou repetir o que já falei uma vez, essa menina tem futuro, um dia ainda compraremos trabalhos By Mari Albuquerque. Está lindo, com o mesmo capricho de sempre e muito original.
Meus parabéns.
Beijos carinhosos

Simone disse...

Amiga, é lindo o trabalho, uma pena que não tive tempo de ler, mas prometo ler em outra oportunidade.
Como sabes estou preparando-me para a viagem pra casa da Sylvia.
Parabéns por tão lindo trabalho, aliás, lindo como tudo que tu faz..
Mil bjs no seu lindo coração

M. Regina disse...

Que bela descrição do Valentine'Day. Gosto muito da maneira clara e agradável que escreves, já havia te comentado isso anteriormente. Dominas bem o português e isso me encanta!
E o teu panô está à altura das palavras. bjs, te admiro.

Anônimo disse...

Juliana
Mari, mais um belíssimo trabalho! Parabéns, que a cada dia você possa se superar mais e mais.

Roberta Lopes disse...

Adorei o novo trabalho amiga. Vc me enche de orgulho. Bjs

Fausta disse...

Mari minha querida,
Voce mais uma vez fez um trabalho lindíssimo sobre um tema maravilhoso. Amei a combinação das cores e principalmente a sua criatividade. É o que eu falo com as minhas amigas, vc é super criativa porque vc tira a idéia de um projeto ou mais, pensa e faz um projeto único, vc não copia o projeto. Já pensou na hipótese de mandar fotos para revistas e começar a participar de concursos e feiras? Pergunte a Jill como fazer e mostre para os americanos a criatividade brasileira. Mari, vc está super preparada para isso.
Beijos saudosos, Fausta

ANA LUIZA disse...

Mari,
Tia Ana também te ama e tem muito orgulho do seu talento.
Milhões de coreçõezinhos para voce.
Beijos saudosos,
Ana Luiza

Ana Maria Grecco disse...

Oi Marilinda!!!! Tudo bem menina? Saí do grupo mas sempre te acompanho atraves do seu blog, que por sinal tá show!!! Obrigada pela visita e pelo recadinho carinhoso. Quanto ao projeto da caixa viajante, é muito legal mesmo, principalmente o efeito surpresa. Porque não começa um desses lá no grupo de patch? Beijocas, linda!

Tays Rocha disse...

Amiga, eu tbm tô numa rotina doida de novo, venha quando quiser, sabe que é bem-vinda! Adorei saber mais sobre o Valentine's Day, acho tudo tão lindo tbm! E seu panô ficou um encanto. Beijocas ♥

Paula Louceiro disse...

Vim ver o post que você citou hoje e adorei.
Amei o significado do Valentine's Day, bem mais abrangente e mais significativo também.
Muito bom o seu post.
Bjoka